FUNDAFFEMG - Fundação AFFEMG de Assistência e Saúde

Combate e Prevenção da Hanseníase

No último domingo de janeiro, comemora-se o Dia Mundial de Combate à Hanseníase e o Dia Nacional de Combate e Prevenção da Hanseníase, conscientizando a todos sobre os sintomas, os perigos e a importância do diagnóstico precoce da doença. Antigamente, quando os aspectos da enfermidade ainda eram pouco conhecidos, os portadores da hanseníase eram associados a impurezas, sendo excluídos do convívio social. Por isso, a data também ajuda a evitar que mais pacientes sejam vítimas do preconceito.

Fibromialgia

A Fibromialgia é uma doença reumatológica, que provoca dores generalizadas pelo corpo, principalmente nas articulações e nos tendões. O paciente apresenta fadiga, intolerância ao exercício físico e sono não repousante – sensação de continuar cansado, mesmo depois de dormir. Na maioria dos casos, a doença afeta o público feminino. As mulheres entre 30 e 55 anos são as mais atingidas. No entanto, pessoas idosas, crianças e adolescentes também podem desenvolver a síndrome.

Febre Amarela

Minas Gerais está em alerta para os casos de Febre Amarela Silvestre. Se você mora ou vai viajar para regiões de risco, vacine-se!

Mamografia: uma chance para realizar o exame!

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), o câncer de mama é o que mais afeta a população mundial e brasileira. O percentual só não é maior do que o de pele não melanoma. A última estimativa divulgada pelo instituto era de que 57.960 novos casos fossem diagnosticados no Brasil em 2016/2017. Por essas e outras razões, o câncer de mama tem sido tratado como prioridade da agenda de saúde do país.

..

Mantenha a rotina com Parkinson


A doença de Parkinson é caracterizada por tremores, instabilidade postural, rigidez muscular, alteração na fala e na escrita. Ela é crônica, degenerativa e progressiva, afetando o sistema nervoso. O Parkinson não interfere na memória ou na capacidade intelectual. Em geral, a doença atinge pessoas acima de 50 anos, mas também pode aparecer em pessoas mais jovens.

 

A enfermidade é causada pela redução de dopamina no cérebro, substância responsável pelos movimentos voluntários do corpo. Não se sabe ainda o que pode provocar essa alteração da dopamina, nem como preveni-la. Por não ter cura, o tratamento não pode ser interrompido.

DIAGNÓSTICO

O diagnóstico do Parkinson é feito por um neurologista. É comum que o médico peça uma série de exames, como tomografia e eletroencefalograma, para verificar se os sintomas não apontam para outras doenças. O paciente vai apresentar um histórico de lentidão dos movimentos, tremores nos dedos ou no rosto, caminhar arrastando os pés e postura inclinada para a frente.

 

TRATAMENTO

Apesar de não ter cura, existem medicamentos que diminuem os sintomas e retardam a evolução da doença, suprindo parcialmente a falta da dopamina. Em alguns casos, o médico pode indicar o tratamento cirúrgico.

Outro método utilizado, junto aos remédios, é a fisioterapia, com exercícios físicos específicos que podem manter a atividade muscular e a flexibilidade, além de ajudar o paciente mentalmente. A terapia ocupacional pode facilitar os afazeres diários do parkinsoniano, a fonoaudiologia ajuda a preservar uma fala compreensível, e a psicologia promove o apoio emocional ao paciente e aos familiares. O suporte da família e de um cuidador também são importantes para o portador da doença de Parkinson.

 

ROTINA

Quem possui o Parkinson precisa manter a rotina e algum hobby para não se abater pela doença! Algumas práticas podem melhorar a mobilidade e, até mesmo, aliviar os sintomas. Veja as dicas:

·         Pintura;

·         Exercícios físicos;

·         Dança;

·         Tai Chi Chuan;

·         Música;

·         Canto;

·         Acupuntura;

·         Meditação.

 

É sempre importante lembrar que a orientação médica é primordial, não podendo ser substituída pelas informações aqui apresentadas.

 

Fontes: Revista Proteste Saúde e Associação Brasil Parkinson.

 

..........................................................................................................................................
 [volta página anterior]
 
 
Receba nosso

Boletim Eletrônico


.............................................................................................................................................................................................
FUNDAFFEMG   |   Rua Sergipe, 893   .   Funcionários   .   30130-171   .   BH/MG   .   Tel (31) 2103-5858   .   Fax (31) 2103-5890