FUNDAFFEMG - Fundação AFFEMG de Assistência e Saúde

Fibromialgia

A Fibromialgia é uma doença reumatológica, que provoca dores generalizadas pelo corpo, principalmente nas articulações e nos tendões. O paciente apresenta fadiga, intolerância ao exercício físico e sono não repousante – sensação de continuar cansado, mesmo depois de dormir. Na maioria dos casos, a doença afeta o público feminino. As mulheres entre 30 e 55 anos são as mais atingidas. No entanto, pessoas idosas, crianças e adolescentes também podem desenvolver a síndrome.

Febre Amarela

Minas Gerais está em alerta para os casos de Febre Amarela Silvestre. Se você mora ou vai viajar para regiões de risco, vacine-se!

Mamografia: uma chance para realizar o exame!

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), o câncer de mama é o que mais afeta a população mundial e brasileira. O percentual só não é maior do que o de pele não melanoma. A última estimativa divulgada pelo instituto era de que 57.960 novos casos fossem diagnosticados no Brasil em 2016/2017. Por essas e outras razões, o câncer de mama tem sido tratado como prioridade da agenda de saúde do país.

Como a poluição do ar impacta a sua saúde

Dados preliminares de um estudo, obtidos pelo jornal O Estado de S. Paulo, revelam que respirar o ar da capital paulista por duas horas, no trânsito, equivale a fumar um cigarro. A pesquisa, realizada por estudiosos da Universidade de São Paulo (USP), é inédita e pretende comparar os impactos da poluição aos danos causados pelo tabagismo. A conclusão, até agora, é de que o pulmão de um morador da cidade, em 30 anos, estaria igual ao de um fumante leve – aquele que consome menos de dez cigarros por dia.

..

Candidíase


 O crescimento excessivo do fungo Candida (também chamado Monília), no organismo, provoca uma infecção denominada Candidíase ou Monolíase Vaginal. Tal irritação pode ser ocasionada pelo enfraquecimento do sistema imunológico ou pelo uso de alguns antibióticos.

 

Há quem acredite que essa infecção seja transmitida apenas por meio contato sexual desprotegido. Entretanto, especialistas explicam que o fungo já se encontra na flora vaginal e se desenvolve quando há uma diminuição de resistência do organismo. Diabetes, duchas vaginais em excesso e vestuário inadequado – como calças apertadas – são outros fatores que favorecem o crescimento do fungo. Além do órgão genital, a candidíase pode atingir outras partes do corpo, como a pele, a boca ou os intestinos.

 

SINTOMAS:

Dentre os sintomas mais comuns da monolíase vaginal, estão:

o   Irritação e coceira;

o   Corrimento esbranquiçado, espesso e grumoso;

o   Coloração avermelhada na vagina;

o   Escoriações na região vulvar.

 

COMO A CANDIDÍASE É DETECTADA:

O diagnóstico da doença pode ser feito a partir de exames clínicos ou microscópicos, já que os sintomas podem se manifestar apenas no período da menstruação e podem ser confundidos com outras doenças genitais, como gonorreia ou herpes. Os exames são realizados em consultórios ginecológicos, por especialistas que identificam o problema de acordo com os sintomas citados pela paciente.

   

TRATAMENTOS E CUIDADOS:

O agravamento da candidíase pode provocar úlceras, por isso, é de extrema importância cuidar-se para evitar que a doença avance:

o   Durante o tratamento, é essencial a abstinência sexual;

o   Evitar o uso de desodorantes vaginais;

o   Fazer o uso de vestimentas adequadas e confortáveis;

o   Não se esquecer de usar o preservativo.

Faça o uso dos medicamentos prescritos corretamente e siga as recomendações médicas, porque toda doença deve ser tratada seriamente e com responsabilidade. Cuide-se!

 

Informações do site www.gineco.com.br/saude-feminina/doencas-femininas.

 

..........................................................................................................................................
 [volta página anterior]
 
 
Receba nosso

Boletim Eletrônico


.............................................................................................................................................................................................
FUNDAFFEMG   |   Rua Sergipe, 893   .   Funcionários   .   30130-171   .   BH/MG   .   Tel (31) 2103-5858   .   Fax (31) 2103-5890