FUNDAFFEMG - Fundação AFFEMG de Assistência e Saúde

Combate e Prevenção da Hanseníase

No último domingo de janeiro, comemora-se o Dia Mundial de Combate à Hanseníase e o Dia Nacional de Combate e Prevenção da Hanseníase, conscientizando a todos sobre os sintomas, os perigos e a importância do diagnóstico precoce da doença. Antigamente, quando os aspectos da enfermidade ainda eram pouco conhecidos, os portadores da hanseníase eram associados a impurezas, sendo excluídos do convívio social. Por isso, a data também ajuda a evitar que mais pacientes sejam vítimas do preconceito.

Fibromialgia

A Fibromialgia é uma doença reumatológica, que provoca dores generalizadas pelo corpo, principalmente nas articulações e nos tendões. O paciente apresenta fadiga, intolerância ao exercício físico e sono não repousante – sensação de continuar cansado, mesmo depois de dormir. Na maioria dos casos, a doença afeta o público feminino. As mulheres entre 30 e 55 anos são as mais atingidas. No entanto, pessoas idosas, crianças e adolescentes também podem desenvolver a síndrome.

Febre Amarela

Minas Gerais está em alerta para os casos de Febre Amarela Silvestre. Se você mora ou vai viajar para regiões de risco, vacine-se!

Mamografia: uma chance para realizar o exame!

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), o câncer de mama é o que mais afeta a população mundial e brasileira. O percentual só não é maior do que o de pele não melanoma. A última estimativa divulgada pelo instituto era de que 57.960 novos casos fossem diagnosticados no Brasil em 2016/2017. Por essas e outras razões, o câncer de mama tem sido tratado como prioridade da agenda de saúde do país.

..

 Por que doar sangue? 


 A ciência progrediu, e vem avançando cada vez mais, com novas pesquisas e descobertas. Entretanto, na área da saúde, ainda não foi encontrado um substituto para o sangue. A única solução para alguém que necessita de uma transfusão é contar com a solidariedade de outras pessoas.

Dentre as incumbências de uma transfusão, estão a correção de disfunções na coagulação, o aumento da capacidade no transporte de oxigênio e da imunidade. Ela se torna vital em diversos casos, a exemplo de pacientes que sofreram algum acidente ou graves queimaduras, que tenham anemia ou em outras situações de emergência cuja transfusão é indispensável.

Atualmente, cerca de 3,5 milhões de brasileiros possuem o hábito de doar sangue, o que corresponde 1,8% da população. São 27 hemocentros coordenadores em todo o país e 500 serviços de coleta, e, ainda assim, o Ministério da Saúde luta para aumentar o número de doadores no Brasil. Esse baixo índice de doadores deve-se aos mitos e tabus criados, que fazem com que muitos não acreditem na segurança do procedimento.

Pessoas entre 16 e 69 anos podem doar sangue. Os jovens menores de 18 anos devem ter uma autorização do responsável legal, para poderem se cadastrar e fazer a doação. Os voluntários precisam, ainda, possuir no mínimo 50 quilos e estar gozando de boa saúde. Antes de doar, verifique se você cumpre os requisitos básicos e veja quais são os impedimentos temporários e definitivos para o ato. No dia do procedimento, o doador deve estar descansado, bem alimentado e não pode ter consumido bebida alcoólica nas últimas 12 horas

Existem casos em que a transfusão sanguínea é a única solução, por isso, doar sangue é de extrema importância. Quando você se torna um doador, além de praticar um ato voluntário e de solidariedade, estará ajudando a socorrer muitas pessoas. Afinal, uma única doação sua pode salvar até 4 vidas. Essa atitude é uma prática humanitária que traz dignidade e satisfação interior. Então, seja o herói de alguém!

 

Informações retiradas do Portal da Saúde, do Ministério da Saúde

 

..........................................................................................................................................
 [volta página anterior]
 
 
Receba nosso

Boletim Eletrônico


.............................................................................................................................................................................................
FUNDAFFEMG   |   Rua Sergipe, 893   .   Funcionários   .   30130-171   .   BH/MG   .   Tel (31) 2103-5858   .   Fax (31) 2103-5890