FUNDAFFEMG - Fundação AFFEMG de Assistência e Saúde

Fibromialgia

A Fibromialgia é uma doença reumatológica, que provoca dores generalizadas pelo corpo, principalmente nas articulações e nos tendões. O paciente apresenta fadiga, intolerância ao exercício físico e sono não repousante – sensação de continuar cansado, mesmo depois de dormir. Na maioria dos casos, a doença afeta o público feminino. As mulheres entre 30 e 55 anos são as mais atingidas. No entanto, pessoas idosas, crianças e adolescentes também podem desenvolver a síndrome.

Febre Amarela

Minas Gerais está em alerta para os casos de Febre Amarela Silvestre. Se você mora ou vai viajar para regiões de risco, vacine-se!

Mamografia: uma chance para realizar o exame!

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), o câncer de mama é o que mais afeta a população mundial e brasileira. O percentual só não é maior do que o de pele não melanoma. A última estimativa divulgada pelo instituto era de que 57.960 novos casos fossem diagnosticados no Brasil em 2016/2017. Por essas e outras razões, o câncer de mama tem sido tratado como prioridade da agenda de saúde do país.

Como a poluição do ar impacta a sua saúde

Dados preliminares de um estudo, obtidos pelo jornal O Estado de S. Paulo, revelam que respirar o ar da capital paulista por duas horas, no trânsito, equivale a fumar um cigarro. A pesquisa, realizada por estudiosos da Universidade de São Paulo (USP), é inédita e pretende comparar os impactos da poluição aos danos causados pelo tabagismo. A conclusão, até agora, é de que o pulmão de um morador da cidade, em 30 anos, estaria igual ao de um fumante leve – aquele que consome menos de dez cigarros por dia.

..

Como a poluição do ar impacta a sua saúde


Dados preliminares de um estudo, obtidos pelo jornal O Estado de S. Paulo, revelam que respirar o ar da capital paulista por duas horas, no trânsito, equivale a fumar um cigarro. A pesquisa, realizada por estudiosos da Universidade de São Paulo (USP), é inédita e pretende comparar os impactos da poluição aos danos causados pelo tabagismo. A conclusão, até agora, é de que o pulmão de um morador da cidade, em 30 anos, estaria igual ao de um fumante leve – aquele que consome menos de dez cigarros por dia.

Para chegar aos resultados, os pesquisadores mediram a quantidade de carbono no pulmão de pessoas já falecidas, ao mesmo tempo em que investigavam o estilo de vida que elas tinham. Por meio de entrevistas com familiares dos pacientes, eles obtiveram informações de onde viviam, qual era a profissão, quanto tempo ficavam no trânsito e se fumavam ou eram fumantes passivos. Com isso, os estudiosos poderiam notar como a pessoa se expunha ao carbono que se acumulou no pulmão.
Essa pesquisa comprova o tanto que a poluição é prejudicial à nossa saúde. E sabemos que ela não está apenas no trânsito de São Paulo. De acordo com a ONU Meio Ambiente e a Organização Mundial da Saúde (OMS), estima-se que a poluição do ar mata cerca de 7 milhões de pessoas ao ano. Além disso, 80% das cidades teriam o nível de poluição acima do recomendado.
As consequências disso não são apenas os problemas respiratórios. Além dos danos ambientais, como a redução da camada de ozônio, a poluição do ar também provoca uma série de alterações no corpo, como as irritações nos olhos – devido à secura. O estudo em questão aponta, ainda, uma possível relação entre a poluição e a obesidade, pois as impurezas do ar poderiam causar redução do metabolismo e modificações hormonais relacionadas à saciedade.


Outros estudos analisam mais impactos da poluição do ar ao organismo:


•    A luz do sol não chega ao corpo na quantidade que deveria, por causa da camada de poluição, provocando a deficiência da vitamina D.
•    Doenças neurodegenerativas, como Alzheimer e Parkinson, teriam a progressão acelerada.
•    Doenças cardiovasculares podem ser pioradas.
•    O risco de nascimento de bebês prematuros ou com baixo peso aumentaria.

Informações retiradas do jornal O Estado de S. Paulo

..........................................................................................................................................
 [volta página anterior]
 
 
Receba nosso

Boletim Eletrônico


.............................................................................................................................................................................................
FUNDAFFEMG   |   Rua Sergipe, 893   .   Funcionários   .   30130-171   .   BH/MG   .   Tel (31) 2103-5858   .   Fax (31) 2103-5890