FUNDAFFEMG - Fundação AFFEMG de Assistência e Saúde

Dengue, zika e chikungunya: saiba suas diferenças e como evitar as doenças

Verão é sinônimo de altas temperaturas e grande volume de chuvas, ideais para a proliferação do mosquito urbano que quase todo brasileiro conhece: o Aedes aegypti, causador da dengue, zika e chikungunya. De forma geral, as doenças provocam febre, dores de cabeça e nas articulações, além de enjoo e manchas pelo corpo. Mas há diferenças importantes que influenciam no tratamento de cada uma.

Fique atento: alguns exames e procedimentos demandam autorização prévia

O Carnaval está logo aí. Caso você tenha algum exame ou procedimento a ser realizado neste período e que demande autorização prévia, adiante-se e solicite a autorização para a Fundaffemg até 28/02/2019.

Você conhece as responsabilidades do beneficiário junto à FUNDAFFEMG?

O fornecimento de todas as informações referentes a dados de beneficiários, solicitadas pela Agência Nacional de Saúde Complementar (ANS), é de responsabilidade da FUNDAFFEMG. Para isso, o beneficiário também deve estar atento e manter sempre atualizados seus dados cadastrais junto à fundação, para que as informações previstas no Sistema de Informações de Beneficiários (SIB) sejam encaminhadas corretamente.


 

Mais recursos no combate ao câncer

O Dia Mundial de Combate ao Câncer (4 de fevereiro) foi instituído pela União Internacional para o Controle do Câncer (UICC), com o apoio da Organização Mundial da Saúde (OMS), com o objetivo de chamar atenção para o problema. Nos últimos anos, a medicina evoluiu no tratamento dessa enfermidade. Quais são as novidades mais recentes? Para responder a essa e a outras perguntas, o Jornal da Fundaffemg entrevistou o médico Alexandre Chiari, coordenador do corpo clínico da Oncomed-BH. Acompanhe, a seguir, um resumo da conversa.

..

Crianças devem ser acompanhadas pelo médico desde o nascimento  


Você sabe por que os primeiros mil dias de vida são fundamentais para uma criança? É nesse período que as bases para uma boa saúde, crescimento e  neurodesenvolvimento se estabelecem, segundo o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef, na sigla em inglês). “É imprescindível que seja oferecido à criança um ambiente que lhe proporcione as melhores condições para que desenvolva todo o seu potencial”, orienta a pediatra Giane Chaves, que atende no Centro de Promoção da Saúde (CPS) de Belo Horizonte. Alimentação saudável e relacionamento próximo e atento com seu filho são requisitos importantes. Acompanhar o desenvolvimento do pequeno com um pediatra de confiança, também.

É o que a jornalista Bibiana Percope tem feito com seus dois filhos – César, de 7 anos, e Enzo, de 1 ano. Desde o pré-natal do mais velho, ela tem seguido à risca as orientações médicas e a periodicidade das consultas, que variam conforme a idade de cada um. “O cuidado vai muito além de manter a carteira de vacinação em dia, tem sido importante acompanhar de perto cada etapa vivida pelos meus filhos. E a abordagem é completa, uma vez que a médica também pergunta sobre o dia a dia na escola, se eles estão se relacionando bem com os colegas”, relata.


Além dos mil dias

Para Giane, o acompanhamento médico periódico facilita o diagnóstico precoce de alguma alteração ou doença. “O crescimento e o desenvolvimento são processos que comportam muitas variações individuais. Por isso, é importante que a criança seja comparada com ela mesma, com sua própria trajetória”, reforça.


Normalmente, o principal exame a ser feito nessas consultas é o clínico. É nele que o profissional de saúde conhecerá os hábitos alimentares da criança, seu crescimento e desenvolvimento, se a vacinação e a saúde ocular estão em dia e se a família tem prevenido acidentes. O médico também recolherá informações sobre a rotina alimentar da criança para avaliar se ela está recebendo os nutrientes necessários, como o ferro e a vitamina D. Exames laboratoriais serão recomendados em situações específicas.


Orientações básicas para a saúde do seu filho

  • Ofereça alimentação saudável e diversificada, de forma atenciosa.
  • Mantenha a vacinação em dia e adote hábitos de higiene para evitar doenças.
  • Estimule o lazer, em espaços onde a criança possa brincar livremente e interagir com outros colegas.
  • Estabeleça uma relação próxima entre o pequeno e seus cuidadores. 
  • Mantenha-se presente e vigilante, para identificar situações que possam oferecer risco à integridade física ou psicológica do seu filho.
  • Esteja atento aos conteúdos que a criança acessa no ambiente online.

 

Veja qual é a frequência mínima recomendada para visitas ao pediatra:

  • Até os seis meses: mensal – a primeira delas deve ser na primeira semana de vida do bebê
  • Até dois anos: trimestral
  • Até quatro anos: semestral
  • Até o início da puberdade: anual

Fonte: Dra. Giane Chaves


Casal Grávido

A FUNDAFFEMG disponibiliza gratuitamente a seus beneficiários o curso Casal Grávido, em Belo Horizonte. Por meio dele, futuros papais e mamães têm acesso a informações sobre a saúde da gestante e do bebê, quais hábitos adotar durante a gravidez, além de dicas para criar uma rotina após o nascimento. É, também, uma oportunidade de conhecer outros casais e trocar experiências. 

Para saber mais, ligue (31) 2103-5858.

 

..........................................................................................................................................
 [volta página anterior]
 
 
Receba nosso

Boletim Eletrônico


.............................................................................................................................................................................................
Rua Sergipe, 893 . Savassi - BH/MG - CEP:30130-171 . Telefone (31)2103-5858