FUNDAFFEMG - Fundação AFFEMG de Assistência e Saúde

Use as máscaras corretamente

Até 25 de maio, o Brasil registrou o total de 363.211 casos de contaminação pelo novo coronavírus em todo o país, segundo informações do Ministério da Saúde. Até aquele momento, 22.666 mortes foram provocadas pela Covid-19. Em Minas Gerais, são 6.668 casos e 226 mortes.

Os riscos de uma doença silenciosa

Todo mês, uma em cada dez brasileiras sofre na pele os efeitos negativos da endometriose, muitas delas sem saber que têm a doença, pelo fato de confundirem as cólicas e dores abdominais com sinais da tensão pré-menstrual. A estimativa é feita pelo Ministério da Saúde, que alerta para a importância de se investigar esses sintomas e diagnosticar a patologia inflamatória, que ataca o tecido do útero, os ovários, a bexiga e até mesmo o intestino.

Sempre prontos para atender você

A FUNDAFFEMG tem como um de seus princípios a excelência no relacionamento com nossos beneficiários. Para que estejamos sempre próximos e abertos para o contato com você e sua família, mantemos diversos canais de comunicação e de atendimento que nos apoiam no cumprimento desta diretriz.

Tempo seco e frio são fatores de risco para doenças respiratórias

Nos últimos meses, uma nova doença do trato respiratório alterou a rotina das populações em todo o mundo: a Covid-19, causada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2. O isolamento social determinado pelas autoridades locais, o distanciamento mínimo de dois metros entre as pessoas, o uso de máscara e o reforço às medidas de higienização das mãos, com água e sabão ou com álcool 70%, são algumas das medidas obrigatórias para este período.

..

Saiba quais são e como evitar as doenças do inverno


O inverno começa em 21 de junho, mas, na prática, as frentes frias que derrubam as temperaturas, principalmente nas regiões Sul e Sudeste, já estão a todo vapor. Para se sentirem mais confortáveis nesse período, muitas pessoas abrem o armário em busca de um bom casaco, ao mesmo tempo em que fecham portas e janelas. O resultado? Maior incidência de algumas doenças.

As infecções, viroses e crises alérgicas costumam ocorrer com mais frequência nesta época do ano pela associação de dois fatores. Um deles é o tempo seco – comum no inverno –, que faz com que o ar fique mais carregado de partículas, podendo facilitar a inalação de vírus, bactérias ou agentes causadores de alergias. Já a aglomeração em ambientes fechados aumenta o índice de transmissão dessas enfermidades, que costumam passar de uma pessoa para outra muito facilmente.

Resfriado, gripe, rinite e sinusite são algumas das doenças mais frequentes nesta época. Os sintomas mais comuns são coriza, dores no corpo, dor de cabeça e febre. O tratamento varia de acordo com o agente causador de cada uma delas e inclui o uso de analgésicos e antitérmicos, além de alimentação equilibrada e ingestão de muita água.

Outra doença que também pode ocorrer com mais frequência no inverno é a pneumonia. A enfermidade, que é a mais grave, pode ser causada por vírus, bactérias ou fungos. Neste caso, é essencial que o paciente procure apoio médico.

 

Prevenção em 6 passos

Pode parecer inevitável ficar doente no inverno, mas não é. Confira seis dicas para passar com saúde pela estação.

1.       Quando estiver em ambientes fechados, abra janelas e portas para deixá-los bem arejados. Também prefira atividades ao ar livre.

2.       Fique atento à higienização das mãos. Lave-as sempre que possível, principalmente depois de transitar por locais com grande circulação de pessoas.

3.       Não se esqueça da água! A recomendação é ingerir pelo menos dois litros por dia, principalmente durante o período seco.

4.       Siga praticando atividades físicas regularmente. O exercício ajuda a manter o metabolismo ativo, o que pode ser essencial no combate às doenças.

5.       Mantenha a umidade do ar em sua casa. Para isso, use um umidificador.

6.       Caso sinta algum desconforto (tosse, dor de cabeça, coriza etc.), consulte um especialista em vez de ir a um pronto-socorro.

Fontes: Ministério da Saúde, Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia e Sociedade Brasileira de Pediatria

..........................................................................................................................................
 [volta página anterior]
 
 
Receba nosso

Boletim Eletrônico


.............................................................................................................................................................................................
Rua Sergipe, 893 . Savassi - BH/MG - CEP:30130-171 . Telefone (31)2103-5858