FUNDAFFEMG - Fundação AFFEMG de Assistência e Saúde

Divirta-se nas festas de fim de ano com saúde

Fim de ano é sinônimo de celebração, já que o período estimula a confraternização e comunhão entre as pessoas. Normalmente, acontecem encontros em diversos tipos de ambientes, principalmente em casa e no trabalho, mostrando como é importante partilhar os bons momentos vividos com aqueles que amamos. 

Porém, não é só isso que torna essa ocasião muito atrativa. A mesa farta, sem dúvida, é mais um importante protagonista neste período!

Crianças devem ser acompanhadas pelo médico desde o nascimento  

Você sabe por que os primeiros mil dias de vida são fundamentais para uma criança? É nesse período que as bases para uma boa saúde, crescimento e  neurodesenvolvimento se estabelecem, segundo o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef, na sigla em inglês). “É imprescindível que seja oferecido à criança um ambiente que lhe proporcione as melhores condições para que desenvolva todo o seu potencial”, orienta a pediatra Giane Chaves, que atende no Centro de Promoção da Saúde (CPS) de Belo Horizonte. Alimentação saudável e relacionamento próximo e atento com seu filho são requisitos importantes. Acompanhar o desenvolvimento do pequeno com um pediatra de confiança, também.

Evite o câncer de peito aberto

Outubro é o mês em que tradicionalmente a prevenção ao câncer de mama ganha destaque. Mas, como ressalta a Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM), o cuidado deve ser constante e fazer parte da rotina de saúde da mulher, com autoexame, consultas ao médico especialista e realização anual da mamografia, a partir dos 40 anos.

Envelhecendo com saúde

Em 2018, a expectativa de vida da população brasileira alcançou a maior média da história: 76 anos, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O instituto estima que, até 2060, 25,5% do total de brasileiros terá mais que 65 anos – atualmente, o percentual de idosos é 9,2%. Se o número de pessoas mais velhas está crescendo, nem todo mundo sabe responder à seguinte pergunta: qual a fórmula para envelhecer com saúde?

..

Você sabe o que é trombose? 


 Conheça os sintomas e as atitudes que podem auxiliar na prevenção deste mal

A trombose é um mal que pode ser causado pelo entupimento de veias geralmente depois de cirurgia, corte ou mesmo pela falta de movimento. Um rastreamento feito pelo Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into) entre pacientes que haviam saído da internação pós-procedimento cirúrgico indica que cerca de 2% dos pacientes retornaram ao instituto em decorrência de trombose.
Os pacientes submetidos a cirurgias de joelho, quadril e trauma (como fraturas) são os principais grupos de risco. Essas três subespecialidades cirúrgicas corresponderam a 80% dos casos verificados no ano passado em pacientes que retornaram ao Into depois de operados. A trombose que pode ocorrer após uma cirurgia ortopédica é geralmente localizada nas pernas, provocando entupimento da veia, causando dor e inchaço. Às vezes coágulos podem se soltar, viajando pelo sangue até ‘encalhar’ no pulmão, o que é chamado de embolia pulmonar. Essa condição, que provoca uma súbita falta de ar, pode ser bastante grave e exige atendimento imediato.
Sinais claros podem indicar o desenvolvimento de coágulos sanguíneos:

• Uma dor diferente da dor da cirurgia
• Vermelhidão ao longo da perna (que aparece de repente ou inchaço que está piorando)
• Inchaço na perna (que apareceu de repente ou inchaço que está piorando)
• Aumento da temperatura (calor) da perna que está doendo
• Respiração curta e rápida e palpitações, podendo acontecer algum desmaio
• Tosse com sangue
• Dor no peito ou nas costas (que não é comum)

Pequenos cuidados podem prevenir a trombose tanto pós-cirurgia como no cotidiano. Por isso, é fundamental manter-se em movimento, se possível, fazer atividades físicas rotineiramente. Além de ingerir bastante líquido.

Caso você tenha que fazer algum tratamento ou tomar algum medicamento, como prevenção de trombose, não fique com dúvidas e pergunte sempre.

Algumas atitudes também ajudam a diminuir o risco de se desenvolver uma trombose.

• Evitar o aumento do peso corporal
• Movimentar-se ao máximo no dia, respeitando as limitações orientadas pela equipe de saúde
• Realizar exercícios recomendados pela equipe de saúde
• Parar de fumar
• Ingerir líquidos 

(FONTE: Ministério da Saúde)

..........................................................................................................................................
 [volta página anterior]
 
 
Receba nosso

Boletim Eletrônico


.............................................................................................................................................................................................
Rua Sergipe, 893 . Savassi - BH/MG - CEP:30130-171 . Telefone (31)2103-5858